terça-feira, 4 de maio de 2010

QUE MICO QUE NADA. É UM DESRESPEITO AOS GARÇONS!!!!!



Meus caros,



Mais uma vez estava eu, sem nenhum propósito ou compromisso, passeando pelos canais da TV no período da manhã. Como tudo na vida acontece de repente, dessa vez não foi diferente. Eis que decidi parar em um canal que nem lembro qual foi e então minha atenção foi tomada pelo comercial que estava sendo apresentado. Era o comercial do guaraná Antártica e sua campanha "Mico do Ronaldo", algo do gênero.



Na verdade esse já era o comercial da resposta, no qual o Ronaldo já estaria pagando o tal mico. O comercial acabou e me pus a pensar, que mico é esse? Como é que as associações de garçons e profissionais similares e até mesmo os sindicatos não se manifestaram contra ao que foi publicado?



Pessoal, não é possível que aceitemos o que a publicidade quer dizer, o que está exposto ali é que é um MICO servir outras pessoas, mesmo quando se trata de uma atribuição profissional honesta. Será que a presença do fenômeno faz com que isentem o peso da mensagem inserida no contexto?



Por mais que a intenção seja descontraída, nossa sociedade precisa desenvolver visão crítica e reclamar sim, aquilo que colocam para incutir mensagens errôneas. O fabricante não precisava apelar para a brincadeira de mau gosto. Conheço uma séquia de garçons, homens limpos, que respeitam sua família, que trabalham dignamente e, ao contrário do que a maioria pensa, conseguem construir seus lares, dar educação aos seus filhos, enfim, não são mega milionários, mas são felizes.



Será que o Ronaldo já transmutou de fenômeno para imortal? E por isso, servir amigos em uma festa o diminui e o faz sentir que é aquele mesmo garoto de Bento Ribeiro, que sente fome, frio, dor, como todos nós?



Quer saber, a sacada publicitária não tem o direito de diminuir a profissão de ninguém para fazer piada ou um gracejo qualquer, mesmo que vários garçons estivessem envolvidos em escândalos sexuais, ninguém poderia julgá-los, deveriam todos se comportar, fingir não saber de nada, assim como fazem em relação a fenomenais jogadores de futebol.

video



video



3 comentários:

Van Kosta - Butterfly Back disse...

Você sabe que eu também não entendi nada! Eu já acho um saco a grande maioria das coisas que vem ou envolvem jogadores de futebol por não concordar com os salários faraônicos que eles recebem. Não servem uma mesa, não pôem uma mesa, não equilibram pedidos, não dão conta de várias exixências ao mesmo tempo, como fazem os garçons, para ganhar tanto e, no entanto, estão na ponta de quase tudo, ganhando bem às pampas, gastando, enfim. E o que percebi vendo um jogo desses, é que, quado a coisa não s egue como o boneco deseja, se joga no chão, finge agressão e o escambal. Escândalo sexual? É com eles mesmos! Quanto mais polêmico e mal explicado, melhor! Sobe o ibope, daí ele recebe convites e mais convites para participar de campanhas publicitárias - coisa que gosto muito mas, definitivamente, tem a obrigação de ter algo a dizer. É ou não é assim? Vê se tem propaganda para ser professor, nossa profissão, e, desculpe-me os demais, a mais importante de um país? Se não houvesse um professor, não haveria, quiçá, o auto didata. É isso aí... A propaganda fere aos garçons, percebam que até sotaque nordestino ele tem, pra se aproximar ao máximoda realidade. Por muito menos, Paris Hilton ficou um tempinho sem por a cara de devassa na tela.é bom esse pessoal repensar suas mensagens.

5 de maio de 2010 08:26
Ana R. disse...

Olá Vivian! Não dá mesmo para esperar boa coisa dos jogadores de futebol, porque a maioria não tem boa formação. Mais uma vez a gente esbarra no problema crônico: a falta de educação. E os salários pagos são mesmo inaceitáveis. Dão péssimos exemplos na maior parte do tempo. Os jogadores de futebol são os "heróis" nos quais a grande maioria da população se espelha. não é à toa que devem ser cobrados por um comportamento decente. E a propaganda, essa é um caso à parte. Não v6e o Gerson? Até hoje ele se arrepende de ter participado daquela propaganda que ecoa até hoje no inconsciente coletivo: "gosto de levar vantagem" ou algo assim....Problema sério! Sou mais o herói garçom!

7 de junho de 2010 17:50
C C Maia disse...

Espero que ele tenha aproveitado para lembrar dos tempos do menino simples e ingênuo que sabia o que era respeito, pq agora até o amor próprio ele parece ter perdido. Mas não vamos julgar, poder e dinheiro sobem à cabeça de qq um, quantos de nós não ficaríamos iguais ou piores, com tanta bajulação (dêem-lhe o poder e conhecerás o homem, alguém já falou). Olhem, culpem a mídia que endeusa as pessoas famosas como se elas fossem especiais, melhores e pior que isso, acima do bem e do mal.
Uma vez a Heloísa Helena, então uma senadora, falou que estar no poder, ser bajulado, era muito difícil, era necessário fazer exercícios diários consigo mesmo para lembrar que estava ali por uma causa maior, para não cair em armadilhas. Acho q é por aí.

30 de julho de 2010 01:49

Postar um comentário

Sinta-se livre para comentar!!!!!!!!

 
RAZÃO IDEAL | by TNB ©2010