sexta-feira, 4 de junho de 2010

VIVER, CONVIVER, SOBREVIVER...

Comecemos com esses versos:







“A vida valeu,

Mas será que era pra ser assim?

Sofrimento do princípio ao fim,

Uma dor seguida de outra dor, não resistiu o amor.

A vida valeu,

Mas viver em solidão a dois, a dois

Fez sangrar um coração depois,

Muito depois

Fez secar a flor fruto e raiz,

E todo bem que fiz.

Hoje eu, depois do vendaval,

Me sinto imune ao mal,

Pois Deus não pune a quem se deu

...”.


É a mais verdadeira das verdades o que as lindas palavras musicadas de Jorge Aragão professam. Bem, meus queridos leitores vocês devem ter notado que andei meio que distante desse espaço (blog) por conta de envolvimentos com a própria vida. Ela é assim, te ocupa de tal forma que viver é inevitável, viver, atravessar barreiras, vencer cordilheiras, findar a batalha.

Nesta empreitada recente percebi, me toquei, acordei. É, senhores e senhoras, viver não é para os covardes! Na verdade, viver todos vivem, mas sobreviver são outros quinhentos! Podem ser tantos quinhentos quanto puderes pagar. A vida é cara. Ela cobra teu suor, teu sangue, seu ar.

Gloria Gaynor ainda não cansou de cantar “I will survive”, porque para aqueles que sobrevivem, continuar vivendo é um troféu. Sinto-me assim, vitoriosa e portando um lindo troféu. Isso porque o que vivenciei mostrou como ser mulher, negra, bem sucedida e mãe de dois meninos lindos me fez invejável.






At first I was afraid, I was petrified,

Kept' thinkin' I could never live without you by my side,

But then I spent so many nights thinkin' how you did me wrong,

And I grew strong, and I learned how to get along,



And so you're back, from outer space

I just walked in to find you here without that look upon your face

I should have changed my fuckin' lock, I would have made you leave your key

If I'd have known for just one second you'd be back to bother me



Oh, now go, walk out the door

Just turn around, now, you're not welcome anymore

Weren't you the one who tried to break me with desire

Did you think I'd crumble, did you think I'd lay down and die



Oh not I, I will survive, yeah

As long as I know how to love I know I'll be alive

I've got all my life to live, I've got all my love to give

I will survive, I will survive, yeah yeah!



It took all the strength I had just not to fall apart

I'm trying hard to mend the pieces of my broken heart

and I spent oh so many nights just feeling sorry for myself

I used to cry, but now I hold my head up high



And you see me with somebody new

I'm not that stupid little person still in love with you

And so you thought you'd just drop by and you expect me to be free

but now I'm saving all my loving for someone who's loving me



Oh, now go, walk out the door

Just turn around, now, you're not welcome anymore

Weren't you the one who tried to break me with desire

Did you think I'd crumble, did you think I'd lay down and die



Oh not I, I will survive, yeah

As long as I know how to love I know I'll be alive

I've got all my life to live, I've got all my love to give

I will survive, I will survive, yeah yeah!





Eu Vou Sobreviver


No início eu tive medo, fiquei paralisada,


Continuava pensando que nunca conseguiria viver sem você ao meu lado.


Mas então eu passei muitas noites,pensando como você me fez mal,


E eu me fortaleci, e eu aprendi a conviver






E então você está de volta do espaço exterior:


Eu acabei de entrar para te encontrar aqui , com aquela aparência triste no seu rosto.


Eu devia ter mudado aquela fechadura estúpida,eu devia ter feito você deixar sua chave


Se eu soubesse, apenas por um segundo,que você voltaria para me incomodar...






Vá agora, saia pela porta.


Apenas vire-se agora, (Porque) você não é mais bem-vindo.


Não foi você quem tentou me magoar com o adeus?


Eu me desintegrei em pedaços? Você pensou que eu deitaria e morreria?






Oh não, eu não. Eu vou sobreviver...


Enquanto eu souber como amar, eu sei que permanecerei viva.


Eu tenho minha vida toda para viver, Eu tenho meu amor todo para entregar.


Eu vou sobreviver, Eu vou sobreviver, sim sim!






Foi preciso toda a força que tinha para não cair em pedaços,


Continuei tentando duramente remendar os fragmentos do meu coração partido,


E eu passei muitas noites simplesmente sentindo pena de mim mesma.


Eu costumava chorar,mas agora eu mantenho minha cabeça bem erguida.






E você me veja [como] um novo alguém,


Não sou aquela insignificante pessoa acorrentada ainda apaixonada por você...


E então você tem vontade de fazer uma visita e simplesmente espera que eu esteja desimpedida..


Agora estou guardando todo meu amor para alguém que me ame támbem.






Vá agora, saia pela porta.


Apenas vire-se agora, (Porque) você não é mais bem-vindo.


Não foi você quem tentou me magoar com o adeus?


Eu me desintegrei em pedaços? Você pensou que eu deitaria e morreria?






Oh não, eu não. Eu vou sobreviver...


Enquanto eu souber como amar, eu sei que permanecerei viva.


Eu tenho minha vida toda para viver, Eu tenho meu amor todo para entregar.


Eu vou sobreviver, Eu vou sobreviver, sim sim!






video

1 comentários:

Van Kosta - Butterfly Back disse...

Surviving is much more than an answer, it's necessary. E tem de ser "de com força", como brinca um grande amigo meu, que todo dia que acorda, tem de se tornar mais um dos horóis que andam por aí, pois ele "salva" a si mesmo do preconceito, da dor, que pode enfrantar quando o assunto é não concordar com a sociedade. Porém, se não discordássemos de muitas imposições apresentadas por ela, a sociedade, por puro capricho, não visando o bem estar, onde estaríamos nós, descendentes negros, judeus, orientais, e por aí segue, povos injustiçados?

7 de junho de 2010 23:45

Postar um comentário

Sinta-se livre para comentar!!!!!!!!

 
RAZÃO IDEAL | by TNB ©2010