terça-feira, 20 de julho de 2010

UM HERÓI PARA O MUNDO





Domingo a noite descobri, assistindo televisão, que no dia 18 de julho comemora-se o dia de Nelson Mandela. Entusiasmada decidi escrever sobre esse herói humano cujos poderes são: dialética, a inteligência, a garra e a vontade de vencer.

A história desse homem é para deixar qualquer pessoa boquiaberta. Nascido em 1918, Mandela é advogado e ficou preso, por nada mais nada menos que 20 anos, isso porque era contra ao regime político do apartheid, um regime segregador racial.

A minha real intenção não repetir nesse post tudo o que há de registro sobre Nelson Mandela, mas render no espaço humilde desse blog uma homenagem a este homem cujas decisões e feitorias político sociais surtiram efeitos dignos de serem apreciados por cidadãos do mundo inteiro.

É magnífica a forma como a história de Mandela se espalha pelo mundo! Ainda criança, me lembro de notícias a cerca do seu cativeiro e depois lembro do espetáculo de sua soltura. Aqui no Brasil, a história de Nelson Mandela já está sendo apresentada nas escolas. Acho muito válido um feriado que homenageia uma pessoa com tamanha importância. Também acho que nós brasileiros poderíamos exigir um pouquinho disso, que algumas datas lembrassem pessoas ilustres e importantes para a nossa história, para a nossa vida. Chega de ser um país cheio de feriados religiosos, pois religião é pessoal e intransferível, mas política, sociedade e bem-estar são algo comum a toda população desse país. Vale ressaltar que o feriado Nelson Mandela não foi criado por sul africanos e sim pela Organização das Nações Unidas a ONU.


O Brasil já rendeu homenagem ao herói bafana, isso ocorreu no carnaval de 2007 quando a escola de samba G.R.E.S. Unidos do Porto da Pedra apresentou o enredo do carnavalesco Milton Cunha ‘Preto e Branco a cores. A terra de contrastes”.

“Exaltaremos a luta de um povo rumo à liberdade. Após 40 anos de conflitos, a nação sul-africana conseguiu dissipar a sombra da opressão e reconquistar os direitos humanos. Mostraremos a beleza do continente em contraste com o desejo do colonizador, que tentou dividí-lo entre negros e brancos”.

Milton Cunha



O carnavalesco conseguiu destacar o espírito de Mandela no show da escola de samba, o espírito de liberdade. A comunidade de São Gonçalo cantou e dançou ao som do samba-enredo cuja letra gostaria que todos apreciassem.



Destino a minha vida
Minha luta pela liberdade
A nove filhas de um só coração
Ao Sul do berço da humanidade
O Anjo Invasor me deu a cor, mas cor não tenho
Eu tenho raça e a cada farsa, a cada horror
O meu empenho, meu braço, meu valor
Se ergueu contra o monstro da cobiça
Caveirão da injustiça, filha da segregação
Liberto permanece o pensamento
Ele foi meu alento


Quando o corpo foi prisão
O nosso herói Mandela é
Senhor da fé, clamou o povo
E o Tigre encontra o Leão
A maior inspiração de um mundo novo


Do gueto, um palco de glória
Corre em meu sangue a história
Num mundo misturado
Matizado com as cores deste chão
Um canto a ser louvado, ser humano ante a fome e a privação
Museu da Favela Vermelha
Minha alma se espelha na face do irmão


É hoje, vou cantar
Minha gente é o lugar que eu sempre quis
Na Avenida, meu irmão, vou abraçar
Viver a igualdade e ser feliz


Liberdade, pelo amor de Deus
Liberdade a este céu azul
É minha terra, orgulho meu
Porto da Pedra canta a África do Sul



Lindo! Chega a emocionar...

O enredo teve uma divisão simples e o desenvolvimento inteligente e glamoroso, tudo a maneira Milton Cunha de ser. Observe:

PRIMEIRO SETOR:
O TIGRE NO MUNDO COLORIDO DAS NOVE PROVÍNCIAS NEGRAS DA ÁFRICA DO SUL

As 11 línguas e um só pensamento: a liberdade

SEGUNDO SETOR:
O RACISMO DE UM MUNDO EM PRETO E BRANCO

O “anjo-colonizador intolerante”

TERCEIRO SETOR:
“CAVEIRÃO” DA MALDADE (O MELO YELOM)

QUARTO SETOR:
NELSON MANDELA, O “LEÃO ENJAULADO”

QUINTO SETOR:
UM PALCO PARA A GENTE SUL-AFRICANA

SEXTO SETOR:
O MUSEU DA FAVELA VERMELHA
(The Red Location Museum)

SÉTIMO SETOR:
HOJE, O DIA DA RECONCILIAÇÃO,
NESTE UNIVERSO COLORIDO

OITAVO SETOR:
A FENIX SUL-AFRICANA
ERGO UM “MONUMENTO À LIBERDADE”
É POSSÍVEL...

A personalidade do mestre Mandela dispensa palavras, mas se você tiver curiosidade aguçada e quiser investir seu tempo para conhecer sobre a vida de alguém tão especial, valerá muito à pena assistir ao filme Luta pela Liberdade, que foi muito feliz ao fazer uma síntese da luta desse meu ídolo.

2 comentários:

Van Kosta - Butterfly Back disse...

Que beleza, não é? Em meio a esse lamaçal que nos jogam todos os dias, eis que surgem pessoas como ele, de carne e osso que, dentre várias coisas que poderia ter feito com a injustiça, decidiu usá-la para encorajar e nutrir de conhecimento e dignidade, uma nação!

21 de julho de 2010 20:47
carlos roberto disse...

Bela Postagem, Vivian!

Já falei dele, com muito orgulho, no meu blog, o Dando Pitacos. Do texto que publiquei destaco uma frase:

"Enquanto estava na prisão, Mandela enviou uma declaração para o CNA (e que viria a público em 10 de Junho de 1980) em que dizia: "Unam-se! Mobilizem-se! Lutem! Entre a bigorna que é a ação da massa unida e o martelo que é a luta armada devemos esmagar o apartheid!". Se você quiser conferir, é só clicar em
http://apatotadopitaco.blogspot.com/2010/02/nelson-mandela.html

Parabéns pelo blog!

4 de março de 2011 00:27

Postar um comentário

Sinta-se livre para comentar!!!!!!!!

 
RAZÃO IDEAL | by TNB ©2010